Projeto Escola Verde: transformando materiais recicláveis em educação e sustentabilidade
Cargill e Secretaria de Municipal de Educação, de Goiânia, se uniram em uma parceria para incentivar a reciclagem, promover a consciência ambiental e gerar recursos para as escolas
O projeto foi lançado no mês de fevereiro, em evento no K Hotel. Ainda em fase piloto, serão instalados sistemas de coleta de materiais recicláveis em cinco escolas da cidade. O objetivo é incentivar alunos e professores a participarem ativamente da separação e coleta de materiais recicláveis, como plástico flexível, PET, papel, alumínio e papelão, dentro das escolas participantes. Esses materiais serão destinados à reciclagem, contribuindo para a redução do impacto ambiental e promovendo a economia circular: o que seria considerado descarte vira matéria-prima novamente e ainda traz renda extra.
Cada escola receberá uma estrutura dedicada ao armazenamento dos recicláveis, facilitando o processo de coleta, que será realizada periodicamente por uma empresa parceira. Os recursos gerados a partir da reciclagem serão revertidos para as próprias escolas, podendo ser utilizados para melhorias nos espaços educacionais ou aquisição de equipamentos, conforme as metas estabelecidas em cada unidade pedagógica.
Cumprindo com o nosso compromisso com a sustentabilidade, o maior legado da iniciativa não é apenas transformar os resíduos em recursos valiosos, e sim educar jovens e suas famílias sobre a importância da reciclagem e da destinação correta de materiais. “Essa ação é um reflexo da nossa proposta para que a sustentabilidade não seja apenas uma meta, mas um compromisso diário. Quanto mais os estudantes assimilarem a reciclagem como uma prática comum, melhor para a comunidade e para o planeta, porque estamos cada vez mais conectados uns aos outros”, explica Ana Aguiar, gerente da planta de Goiânia.
Rolar para cima